19 Apr 2021
Amanda Jones
Marketing Coordinator

Como afirma seu slogan, a Harbor Docking and Towing (HDT) é “movida pela inovação”. A empresa de assistência portuária sediada em Lake Charles não só foi uma das primeiras a adotar o Helm CONNECT, mas também foi a primeira a usar nosso pacote ShipTracks Helm, uma integração que desenvolvemos com nosso parceiro ShipTracks, provedor de AIS.

Nos últimos cinco anos, a pessoa que impulsionou a inovação na HDT foi seu presidente, John Buchanan. Ele entrou na HDT em 2016 para fazer a transição de seus 60 funcionários e da frota de sete rebocadores da administração com papel para um sistema eletrônico em preparação para os futuros regulamentos do Subchapter M. Após 30 anos trabalhando para a Guarda Costeira dos Estados Unidos, John definitivamente tinha as habilidades e o conhecimento necessários para essa importante tarefa.

Depois de avaliar cada sistema de software disponível no mercado, John escolheu o Helm CONNECT por sua interface de usuário intuitiva e um roadmap de recursos que se alinhava com a visão de inovação da HDT. A dedicação da Helm ao sucesso da HDT foi igualmente importante para a decisão. A HDT implementou primeiro o Helm CONNECT Jobs e o módulo Formulários e, em seguida, adicionou novos módulos à medida que os desenvolvemos. “O Helm CONNECT nos deu uma visão mais ampla dos nossos barcos e nos ajudou a ter uma transição tranquila para o Subchapter M”, disse John. “Neste momento, 75 por cento de nossa frota já concluiu suas inspeções anuais, muitas delas sem nenhum item pendente porque tudo já estava resolvido. Isso nos coloca bem acima da curva de conformidade. O Helm CONNECT nos permite responder rapidamente aos requisitos que a Guarda Costeira nos pede em relação a conformidade. Ele também transformou nossa manutenção de uma abordagem de “funcionar até falhar” para um sistema de manutenção preventiva realmente robusto. Isso nos poupou muito tempo de inatividade e incidentes. O que por sua vez, se traduz em redução de custos.”

Como a primeira empresa a adotar o pacote ShipTracks Helm, a HDT ajudou a transformá-lo no que ele é hoje. John foi apresentado ao ShipTracks em nosso estande no International Workboat Show, onde recebeu uma demonstração da integração em seus estágios iniciais. “Um desafio que estávamos enfrentando na época era colocar nossos dados no Helm CONNECT”, lembrou John. “Era necessário inserir os dados manualmente, o que era demorado e às vezes ocasionava erros. Quando vi como o ShipTracks podia enviar dados para o Helm CONNECT sem problemas, soube que isso tornaria o planejamento da nossa operação mais eficiente. O benefício de conectar esses dois sistemas era tão óbvio que embarcamos imediatamente.”

Hoje, a HDT está muito satisfeita com o pacote ShipTracks Helm e atribui a ele uma notável melhoria na  eficiência de sua operação. “Isso nos permitiu automatizar as coisas e melhorar a qualidade de nossos dados”, disse John. “Por exemplo, antes da integração, nossos planejadores digitavam cada ordem individualmente e tinham que pesquisar as informações da embarcação, como a tonelagem bruta, que é uma taxa que usamos em nossa tarifa. Se o planejador pegava dados errados do site ou se cometia um erro de digitação, poderiamos cobrar nossos clientes de manera incorreta e, potencialmente, perder receita. Mas com a integração, nossos planejadores podem criar um pedido simplesmente agarrando o navio e arrastando-o para o slot da ordem e os dados da embarcação do ShipTrack preenchem o pedido automaticamente. O que costumava levar até 10 minutos para nossos planejadores, agora leva apenas 30 segundos, e sabemos que a informação que estamos usando é precisa.”

Um recurso que John considera particularmente útil são os alarmes que anunciam quando os navios estão entrando e saindo do porto. Para seus planejadores, esses alarmes atuam como um lembrete sonoro para não apenas concluir suas próprias ordens, mas também as ordens de seus concorrentes, para que possam rastrear sua participação de mercado no porto. Os alarmes também melhoram a eficiência e economizam combustível, garantindo pontualidade na prestação do serviço. “Saber exatamente onde um navio está e poder enviar os rebocadores em tempo hábil economiza combustível porque os rebocadores não são enviados com atraso e, consequentemente, não precisam navegar  em uma velocidade ineficiente e queimar mais combustível do que o necessário. Ter rebocadores sempre pontuais mantém todos dentro do cronograma e aumenta a eficiência geral do porto.”

Do ponto de vista gerencial, o ShipTracks deu a John um melhor conhecimento da situação de sua frota, especialmente durante a pandemia COVID-19, quando ele nem sempre está fisicamente no escritório. “Eu exerço diferentes papéis na empresa, então nem sempre estou na minha mesa para ver e ouvir o que está acontecendo”, disse John. “Mas com o ShipTracks, o envio de informações por meio de alarmes realmente me permite saber o que está acontecendo sem ter que perder tempo procurando no sistema. Gosto muito de saber quando meus rebocadores estão se movendo sem ordens. Isso me permite ver rapidamente se algo deu errado e me mantém atualizado sobre o status da frota.”

A integração tem ajudado a HDT a melhorar a eficiência geral de sua organização, permitindo que os planejadores realizem tarefas adicionais que não teriam a capacidade de realizar anteriormente, como contas a receber e rastreamento completo da embarcação. “O Helm CONNECT é um sistema de TI de manutenção de registros e o ShipTracks é um sistema de informação, portanto, combinar os dois cria um sistema tático que permite a tomada de decisões em tempo real. Com as margens ficando cada vez mais estreitas na indústria de rebocadores, há menos espaço para erros, por isso estamos sempre procurando maneiras de melhorar nossa eficiência. Ter um sistema tático como o pacote ShipTracks Helm realmente ajuda com isso. Eu, sem dúvidas, recomendaria essa integração para outras empresas de reboque portuário. Você perceberá o aumento da eficiência em suas operações, especialmente com os novos recursos que serão adicionados no final deste ano, como a conclusão de ordens totalmente automatizada e a rastreabilidade de concorrentes.”

Quando questionado sobre a tecnologia e o futuro da indústria, John nos deixou com este pensamento: “Na HDT, dependemos muito da tecnologia para otimizar nossas operações e vemos isso como o caminho do futuro. Nos próximos cinco a dez anos, esperamos que o resto da indústria de rebocagem portuária também siga nessa direção, adotando rebocadores novos e mais eficientes como os híbridos que temos, utilizando mais tecnologia e integrações, como a que a Helm e a ShipTracks oferecem, e usando mais ferramentas de monitoramento remoto para ajudar a se antecipar aos problemas antes que eles realmente se tornem problemas. Com as margens ficando mais estreitas, esta é a única maneira de continuar. Se você não abraçar o avanço da tecnologia, ficará para trás.”

Para saber mais sobre o pacote ShipTracks Helm e como ele pode melhorar a eficiência de suas operações, entre em contato com a nossa equipe hoje mesmo!